sexta-feira, 7 de julho de 2017

Solte as pétalas no ar
das flores que realizam desejos
bem me quer
mal me quer

Solte as borboletas dos estômago
sopre o vento frio da barriga
Lá vem as nuvens
Coração a milhão

Desliza nas curvas
Lá vem a chuva

Coração na mão
Frente fria

Dê os passos que prometeu
um dia
não desista de soltar
de largar
para ter
de ser para
ser
solto feito
pétalas de um desejo
que soprou nas incertezas
de flores que realizam desejos.



Uriel Cordeiro

2 comentários: